Oitavo pão

“Tomando ele os cinco pães e os dois peixes, erguendo os olhos ao céu, os abençoou; e, partindo os pães, deu-os aos discípulos para que os distribuíssem; e por todos repartiu também os dois peixes. Todos comeram e se fartaram; e ainda recolheram doze cestos cheiosde pedaços de pão e de peixe. Os que comeram dos pães eram cinco mil homens.”(Mc 6.38-44) 

Na primeira multiplicação de pães e peixes, um rapaz deu tudo o que tinha, que eram apenas 5 pães e 2 peixes. O Senhor Jesus multiplicou, alimentou cerca de 5 mil e sobraram 12 cestos cheios de pães e peixes. 

“E Jesus lhes perguntou: Quantos pães tendes? Responderam eles: Sete. Ordenou ao povo que se assentasse no chão. E, tomando os sete pães, partiu- os, após ter dado graças, e os deu a Seus discípulos, para que estes os distribuíssem, repartindo entre o povo. Tinham também alguns peixinhos; e, abençoando-os, mandou que estes igualmente fossem distribuídos. Comeram e se fartaram; e dos pedaços restantes recolheram sete cestos. Eram cerca de quatro mil homens. Então, Jesus os despediu.”(Mc 8.5-9) 

Na segunda multiplicação, entregaram a Jesus 7 pães e alguns peixes. Ele multiplicou, alimentou cerca de 4 mil e sobraram 7 cestos.  Bem, se na primeira, com 5 pães, depois de multiplicados, sobraram 12 cestos, o lógico seria na segunda, com 7, que é superior a 5, sobrarem bem mais, mas só sobraram 7 cestos, e isso com menos 1.000 pessoas, que é outro motivo para sobrarem mais. 

Será que Jesus não era mais O mesmo, o Seu Poder diminuíra, ou seria Ele Alguém injusto? Com certeza que não, Ele sempre faz a cada vez milagres maiores ainda, porém, o erro foi na dureza do tão famoso coração.  Note nesta passagem que os discípulos esqueceram-se de levar os pães e que no barco havia 1 pão: “E, deixando-os, tornou a embarcar e foi para o outro lado. Ora, aconteceu que eles se esqueceram de levar pães e, no barco, não tinham consigo senão um só.”(Mc 8.13-14)  Se eles se esqueceram, como é que este pão estava lá? 

Então, na verdade, na segunda multiplicação, havia 8 pães e não 7, ou seja, algum deles não confiou em Jesus e guardou aquele pão.  Porém, o Senhor Jesus fez-lhes entender:  “Preveniu-os Jesus, dizendo: Vede, guardai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes. E eles discorriam entre si: É que não temos pão. Jesus, percebendo-o, lhes perguntou: Por que discorreis sobre o não terdes pão? Ainda não considerastes, nem compreendestes? Tendes o coração endurecido? Tendo olhos, não vedes? E, tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais de quando parti os cinco pães para os cinco mil, quantos cestos cheios de pedaços recolhestes? Responderam eles: Doze! E de quando parti os sete pães para os quatro mil, quantos cestos cheios de pedaços recolhestes? Responderam: Sete! Ao que lhes disse Jesus: Não compreendeis ainda?”(Mc 8.15-21) 

É este o motivo, o coração endurecido, que faz com que muitas pessoas até entreguem algo para o Mestre, mas guardem sempre uma reserva, um “oitavo pão” que seja, que já faz uma grande diferença. 

 

E você?
 Não compreende ainda? 

1 / 8

Please reload