Os frutos do Espírito Santo

July 21, 2015

 

Embora consideremos os frutos do Espírito Santo de forma pluralizada para o nosso estudo, a bíblia o faz de maneira singular, considerando-os como apenas o fruto.  O Apostolo Paulo sabia que eram nove os frutos, porém, o Espírito Santo queria que Paulo registrasse todos como se fossem um, para que ficasse claro que não se pode dividi-los, Isto é, ninguém pode produzir, por exemplo, o amor e omitir a alegria, porque todos eles são interligados e indivisíveis.

Mas o fruto do Espírito Santo é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio...(Gálatas 5:22 e23)

AMOR

O amor consiste basicamente no querer para os outros aquilo que queremos para nós. Realmente, o amor é definido pelo sacrifício de quem ama sem esperar da pessoa amada a resposta, pois quem ama, o faz sem nenhum interesse próprio, apenas deseja dar.

Creio que podemos definir o amor assim, como doação, exatamente o oposto do amor deste mundo que está mais interessado em receber do que dar.

ALEGRIA

A alegria, como fruto do Espírito Santo, é absolutamente diferente da alegria provocada pelo mundo, porque esta, como fruto da imaginação humana, através de piadas, embriaguez ou coisa semelhante, tem sua duração limitada. Quanto à alegria proveniente do Espírito de Deus é constante, apesar de quaisquer dissabores deste mundo.

PAZ

Existem dois tipos de paz: a que vem do Senhor, que é fruto do Espírito Santo, e a paz que vem do mundo. A paz que vem de Deus atinge o íntimo do homem, e é durável e independente das circunstancias exteriores, enquanto a paz que vem do mundo alcança apenas o exterior, é algo superficial e sempre está subordinada a pessoas e circunstancias.

LONGANIMIDADE

Longanimidade significa firmeza de ânimo, uma tolerância paciente e generosa enquanto se espera que as coisas aconteçam.Por exemplo, a longanimidade de Deus que o faz tolerar pacientemente toda a iniqüidade, não se deixando arrebatar por explosões de ira e furor, o que significaria a destruição do homem.

BENIGNIDADE

O cristão que possui essa virtude procura sempre se conciliar, é gracioso e gentil para com todos os seus semelhantes, não se mostrando inflexível e intolerante.

BONDADE

A bondade em muito se assemelha à benignidade, entretanto, a pessoa bondosa tem um comportamento generoso e perdoador para com as demais pessoas, não mede sacrifícios para ajudar ao seu semelhante.

FIDELIDADE

A fidelidade é uma demonstração do caráter leal e fiel ao Senhor Jesus Cristo, por causa de uma confiança total e profunda consideração para com Ele.

MANSIDÃO

A mansidão revela uma brandura de gênio e índole, que é resultado da verdadeira humildade, que é resultante do reconhecimento do valor alheio somado à recusa de considerarmo-nos melhores que o nosso semelhante.

DOMÍNIO PRÓPRIO

Esse fruto do Espírito Santo significa um controle total de si mesmo ante os impulsos da carne que nos conduzem à morte.

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo