Perseverança

July 25, 2015

 

"A todos os que ouvem a palavra do Reino e não a compreendem, vem o maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado a beira do caminho. O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e a recebe logo com alegria mas não tendo raiz em si mesmo, sendo antes de pouca duração em lhe chegando a angustia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e as fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutifera. Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um."  (Mateus 13:19)

Qual é o segredo, então dos que frutificam? Seria apenas a fé? E os demais que também manifestaram a fé e ainda assim perderam...? Enganam-se aqueles que pensam ser o ato de fé suficiente para uma determinada conquista. Na parábola do semeador vemos que, apesar dos quatro tipos de ouvintes terem sidos envolvidos com a fé, mesmo assim, ela não foi suficiente.

A culpa da semente não ter dado fruto não é da semente, mas dos “terrenos”, ou seja, dos diversos tipos de pessoas. Faltou-lhes perseverança, pois o primeiro não perseverou porque estava simplesmente desinteressado, o segundo não perseverou porque sua fé estava assentada sobre emoções ou entusiasmos, e o terceiro não perseverou porque era imediatista e não deu tempo ao tempo para acontecer.

A febre pelos benefícios imediatos da fé, cega o entendimento espiritual e conduz a pessoa ao desespero. Imagine se o agricultor não tivesse paciência para esperar o tempo da colheita! Ele teria de mudar de profissão. E se o trabalhador exigisse o salário antes de terminar o mês? Certamente ficaria desempregado! Ora, em tudo na vida, inclusive na natureza há que se perseverar até o fim para se conquistar os seus frutos. Na vida espiritual não é diferente. O próprio Senhor Jesus alertou Seus seguidores sobre isso quando disse: “ No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16:33).

Quando Ele diz que aqui passamos por aflições, trata-se da guerra travada no campo espiritual contra as forças espirituais do mal. Estas tem como objetivo fazer-nos desanimar na fé e, consequentemente, enfraquecer-nos para nos destruir.

O grande segredo dos heróis da fé foi a perseverança, porque sabiam que acima das tempestades enfrentadas estava Aquele que fez a promessa! E assim como Ele não pode falhar, muito menos as suas promessas! E aqueles que nEle confiam, mantêm-se perseverantes até a vitória final.

Na guerra contra o diabo vence quem for mais perseverante!

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo