A Salvação e a Renúncia

August 1, 2015

 

A Salvação é conquistada por esforço e por isso está diretamente ligada a uma renúncia. O jovem rico embora sendo um conhecedor dos mandamentos de Deus, não teve coragem para realizá-la “Respondeu-lhe Jesus: Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude.

Ouvindo-o Jesus disse-lhe, uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-os aos pobres e terás um tesouro nos céus, depois, vem e segue-me. Mais ouvindo estas palavras, ficou muito triste, porque era riquíssimo.E Jesus, vendo-o triste, disse: Quão dificilmente entrarão no Reino de Deus os que têm riqueza!” (Lc 18-22-24 ).

         A riqueza daquele jovem nunca foi uma barreira para a salvação dele, na realidade, é como se Jesus estivesse perguntando: você quer a salvação acima de tudo, dos bens que possui, da família, da posição ou do nome que tem?    Às vezes a pessoa quer a salvação, mas não quer acima de tudo, o jovem rico a queria, mas não estava disposto a abrir mão do que tinha.

         Em outra ocasião o Senhor Jesus disse: “Portanto quem quiser salvar a sua vida, perde-la-á; quem perder a vida por minha causa, acha-la-á” (Mateus 16- 25). Isso é uma condição, quem quer salvar a sua vida, tem que perdê-la para ele. Essa vida é péssima e mesmo assim, o homem não quer perde-la. Mas, quem decide perde-la, por amar Jesus, recebe outra vida.

         Um outro exemplo, que demonstra ser necessário renunciar a vida em prol da salvação, diz o seguinte: “E, se tua mão te faz tropeçar, corta-a; pois melhor é entrares maneta na vida do que, tendo duas mãos, ires parar no inferno, para o fogo inextinguivel, E, se teu pé te faz tropeçar, corta-o; é melhor entrares na vida aleijado do que, tendo os dois pés, seres lançado no inferno. E, se uns dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o; é melhor entrares no Reino de Deus com um só dos teus olhos do que, tendo os dois, seres lançado no inferno, onde o fogo não se apaga” (Marcos 9.43-48). Vejam, os olhos são fundamentais ao ser humano, pois, são responsáveis pela visão e representam os desejos humanos. As mãos exercem a função de fabricar, segurar, construir e representam a força. Os pés também são suma importância para o homem, pois representam os caminhos que escolhemos. Contudo se os olhos cobiçam riquezas ilícitas e o fazem ser orgulhoso a ponto de rejeitar sua salvação, ou se suas mãos o fazem tocar naquilo que não é seu, e o faz parecer mais forte do que os outros, e se os seus pés o levam para o mal, corrompendo o seu corpo, é melhor não tê-los e entrar no céu maneta, cego ou aleijado, do que tê-los e ir para o inferno. Jesus quis dizer o seguinte: Se o que tem é mais importante que sua salvação, é melhor não te-los do que queimar no fogo inestiguível do inferno, “onde haverá chora e ranger de dentes.” (Mateus 8-12; Mateus 13-42; Mateus 13-50; Mateus 22-13; Mateus 24-51; Mateus 25-30; Lucas 13-28).  

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo