Tú me amas? Apascenta as minhas ovelhas.

April 18, 2017

Certa ocasião, o Senhor Jesus, por três vezes perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a perguntar-lhe pela segunda vez: Simão, filho de João, tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Pastoreia as minhas ovelhas. Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro entristeceu-se por Ele lhe ter dito, pela terceira vez: Tu me amas? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas.”  (João 21:15)

            A verdade é que nem sempre aqueles que seguem Jesus, o fazem por amor. Alguns fazem por medo do inferno, e até por interesse, mas isso não quer dizer que não existam aqueles que O sigam por amor.

            A diferença entre o que segue Jesus por amor e o que O segue única e exclusivamente por interesse de adquirir bênçãos, ou não ir para o inferno, é que aquele que O segue por amor faz de tudo para agradá-lo, não apenas segue mas, se torna servo vivendo em função de agradá-lO, enquanto que o interesseiro, é apenas seguidor, não quer compromissos, quer apenas, cumprir suas obrigações para poder adquirir as bênçãos de Deus.

            Todo servo de Deus nutre dentro de si o mesmo sentimento do seu Senhor. E qual sentimento dirigia o nosso Senhor? Diz o texto sagrado: “Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do Reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.” (Mateus 4:23)

            O que mais caracteriza um convertido é a sua sede de almas, o ardente desejo de dar aos outros o mesmo recebido de Deus. Todos o

 

s nascidos de Deus, sem exceção, têm desejo de ganhar seus semelhantes para o Senhor Jesus! É a primeira manifestação dos nascidos do Espírito, pois para eles é impossível experimentar os prazeres do mundo vindouro e se calar. O próprio Espírito Santo impulsiona a pessoa a repartir com as demais.

            Da mesma maneira que Deus usou seus servos no passado, Ele deseja nos usar, por isso, vivamos o Cristianismo, hoje, como foi vivido pelos cristãos primitivos, cheios de fé e coragem, sem medo. Fomos salvos para salvar, chamados para chamar e abençoados para abençoar. Não podemos nos aprisionar em nossas igrejas, e deixar o diabo destruir e tragar almas.

            Não há maior louvor para Deus do que lhe apresentar almas salvas e dispostas a uma nova vida. Jesus veio para salvar os que se achavam perdidos. A bíblia afirma que aquele que ganha almas, é sábio e, ainda, que são formosos os pés daqueles que anunciam as Boas Novas.

            Devemos nos livrar do espírito puramente social que muitos imprimem ao Evangelho de Jesus, esquecendo-se da sua verdadeira missão: Ganhar Almas      

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo