O que você tem na cabeça?

January 31, 2018


“Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela. Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não vá todo o teu corpo para o inferno.” Mateus 5.27-30
     O primeiro pensamento que me vem à mente quando leio estas palavras do Senhor Jesus é: “O que poderia ser pior do que ter seu olho arrancado ou sua mão direita cortada? Como Ele pôde dizer que ISSO é melhor do que ter todo seu corpo lançado no inferno?”
     Jesus buscava nos fazer entender o terrível grau de tormento que aqueles que forem lançados no inferno irão sofrer. É claro que Ele não estava falando literalmente, e sim usando força de expressão para enfatizar este fato muito forte. Deus não quer que nós, literalmente, arranquemos nossos olhos ou tenhamos algum dos membros do nosso corpo amputados quando pecamos através deles. O que Ele quis dizer é que é melhor negarmos a nós mesmos os desejos da nossa natureza pecadora e sermos salvos, do que satisfazê-los temporariamente aqui neste mundo e sermos lançados no inferno.
     Ele também revelou através destas palavras que o pecado não precisa ser cometido fisicamente para nos causar dano. Enquanto que sob a Lei de Moisés, um homem tinha que fisicamente cometer o adultério para pecar, Jesus disse que se um homem apenas OLHAR para uma mulher e desejá-la, ele já adulterou com ela em seu coração! Desta forma, devemos vigiar nossos corações e nossos pensamentos com o mesmo cuidado com que vigiamos nossas atitudes. Não fazer o que é errado não é suficiente; devemos também evitar pensar errado. Uma pessoa pode estar fazendo coisas maravilhosas aparentemente, mas espiritualmente estar vivendo em pecado porque em seus pensamentos ela continua pecando.
     Mas quando é que um pensamento se torna um pecado?
     É importante esclarecermos que os pensamentos ruins vêm a todos nós, e isto não é um pecado por si só. Mas alimentá-los em nossa mente, dando a eles asas, cultivá-los em nossa cabeça – isso, sim, é pecado. Então, devemos vigiar a nós mesmos e manter não somente uma conduta correta, mas também o coração puro e a mente limpa.
   Nossos amigos, familiares, patrões e colegas talvez não saibam o que estamos pensando, ou fazendo em sua ausência. Mas Deus sabe. Ele conhece nossos pensamentos e se importa com quem somos tanto quanto com o que fazemos.
Um pecado, qualquer pecado, nascido e praticado na mente é um pecado consumado. Então, corte-o antes que ele prepare o seu caminho para o inferno.

 “Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos...”

Jr 17.10

 

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo