Rainha, concubina ou virgem?

February 26, 2018

 

"Sessenta são as rainhas, oitenta, as concubinas, e as virgens, sem número." (Cantares 6.8)

       Conforme vemos no versículo acima, no palácio de Salomão haviam 3 grupos de mulheres que simbolicamente representam hoje os 3 tipos de cristãos que existem dentro da igreja. 

   Infelizmente, a maioria são representado pelas virgens, "as virgens, sem número..." São aquelas pessoas que estão na igreja, mas nunca se entregaram ao seu Amado, nosso Senhor Jesus. Até levam o título de "crente, cristão, evangélico, etc.", mas vivem uma vida longe da obediência à Palavra de Deus. Mentem, não perdoam, são falsas, hipócritas, têm maus olhos, julgam os demais, se prostituem, ...por isso nunca tiveram uma experiência com o Rei (Deus)

    A outra parte é formada pelas concubinas. "e oitenta, as concubinas..."  Segundo o dicionário concubina é: "Mulher que vive com um homem sem ser casada com ele.” São aquelas pessoas que frequentam a igreja, gostam da oração, das canções, da igreja, balançam a cabeça na pregação, etc., mas como são concubinas não se casaram com Deus, embora tenham tido alguns raros momentos de intimidade com Deus, ainda não têm verdadeiramente um compromisso, não se batizam nas águas, não evangelizam, e etc. Querem Deus, mas não querem se casar com Ele.

  E, por último, as rainhas, infelizmente a minoria. "Sessenta são as rainhas..." São aquelas que se casaram com o Rei, o nosso Senhor Jesus. Aquelas que se entregaram de verdade, sem reservas, deixaram a velha criatura para trás. Mudaram o caráter e o mau gênio, aprenderam a amar aqueles que as perseguem, orar por aqueles que as odeiam, colocaram a sua salvação como prioridade, encheram-se do Espírito Santo, têm prazer em ganhar almas, tornaram-se não apenas um membro da igreja, mas sim um discípulo do Senhor Jesus. 

 

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo