Qual tem sido a sua prioridade?

May 27, 2019

 

         Certa vez, o Senhor Jesus entrou numa casa onde moravam duas irmãs: Maria e Marta. Enquanto a primeira deixou todos os seus afazeres para ouvi-Lo, a segunda ocupou-se com outras coisas e inclusive reclamou porque a irmã não foi ajudá-la. Ao ver sua atitude, disse-lhe o Senhor: “Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” (Lucas 10.41-42).

           Hoje em dia existem muitas Martas, ou seja, pessoas que estão tão preocupadas com seus próprios problemas, que não têm tempo para Deus. Apegam-se a bens materiais, sentimentos ou a alguém e temendo perder tais coisas, vivem ansiosas, intranqüilas e, em casos extremos, chegam a praticar atrocidades. O que esses indivíduos não percebem é que estão abrindo mão da salvação de suas almas, para se auto-destruirem por coisas perecíveis, que com o tempo se acabam. 

            Ao ser humano foi dado o livre arbítrio para decidir o que é prioridade em sua vida e o Senhor Jesus, por intermédio da Palavra de Deus, nos orienta sobre como devemos agir para alcançar e manter a salvação eterna. No entanto, o mal - que também é eterno, cria vários problemas para que a pessoa perca essa visão e passe a se preocupar com outras coisas. Foi o que aconteceu com Marta, que trocou o Senhor Jesus pelas preocupações. Maria, não! Ela escolheu a boa parte: ouviu a Palavra de Deus, que ficou guardada em seu coração e, por isso, não havia como lhe ser tirada.

           Preste atenção na advertência feita pelo próprio Senhor Jesus: “Eu vos advirto: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes. (...) Ora, se Deus veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais tratando-se de vós, homens de pequena fé!(...) não vos entregueis a inquietações. Porque os gentios de todo o mundo é que procuram estas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas”(Lucas 12.22-23, 28-30).

            Portanto, a ansiedade é um mal. Mas quantas são as pessoas que, mesmo dizendo crer em Deus, vivem ansiosas e se desesperam quando aquilo pelo o que anseiam demora a acontecer?

               Amigo leitor, a fé inteligente nos faz refletir sobre o que está escrito na Palavra de Deus e ela afirma que o Pai sabe quais são as nossas necessidades. Então, por que ficar ansioso ou desesperado? Isso não significa, no entanto, que você deva ficar de braços cruzados, mas sim, lutar sem ansiedade para atingir seus objetivos.

              O apóstolo Paulo disse:“Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé” (2 Timóteo 4.7). Você sabe que num combate, ganha quem luta melhor. Porém, muitos que se dizem cristãos têm uma fé emotiva que traz ansiedade e preocupação, impedindo-os de fazer um bom combate. Daí o fracasso. Mas quem usa a fé inteligente, tem a certeza da vitória, pois sabe que está lutando tendo Deus consigo.

            Por isso, amigo leitor, guarde a sua fé, como Paulo fez. Priorize o Senhor Jesus e mantenha seus olhos fixos nEle e seus ouvidos abertos a Sua Palavra, porque só Ele pode suprir todas a suas necessidades hoje e por toda a eternidade.

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo