A ausência que causa incredulidade!

July 24, 2019

       Quando a gente fala de incredulidade não tem como não lembrar de Tomé.  Um dos doze discípulos escolhidos por Jesus, Tomé ficou conhecido principalmente por ter duvidado da ressurreição de Jesus. Mas não foi só nessa ocasião que ele demonstrou sua incredulidade, em outros duas ocasiões a bíblia mostra a sua condição espiritual perante situações adversas. (Como sabemos, a duvida ou a fé não é vista em momentos favoráveis e sim nos momentos difíceis) 

     Certa vez, Lázaro, um amigo de Jesus, morreu e Jesus decidiu ir para sua cidade para o ressuscitar. Mas os discípulos estavam preocupados porque o povo das redondezas tinha tentado apedrejar Jesus pouco tempo antes. Quando Jesus insistiu, Tomé disse aos seus conservas: “…vamos também nós para morrermos com ele. que eles iriam morrer com Lázaro” João 11:16.

      Durante a última ceia, Jesus estava tentando explicar aos discípulos que ele tinha de morrer e voltar para o Pai, para preparar o caminho. Sabendo do medo que os discípulos estavam pelo que estava prestes a acontecer, Jesus procurou acalmar-los dizendo que eles sabiam o caminho que ele iria tomar. Nessa hora a incredulidade de Tomé lhe fez perguntar: “Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho?” João 14:5 

       Até que alguns dias depois, quando Jesus ressuscitou, ele apareceu aos discípulos mas Tomé não estava lá nesse momento. Quando os outros lhe contaram o que tinham visto, ele não acreditou. Ele disse a tão conhecida frase: “Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei.” João 20:25 

      A bíblia diz que todos os discípulos estavam naquela casa menos Tomé, nos fazendo entender que de todos ele era o discípulos mais ausente, mais distante… Vemos a ausência do nome de Tomé nos sermões de Jesus, nos milagres que Jesus fazia, dessa forma percebemos que por causa da ausência, Tomé não ouviu o que os outros ouviam, não viu os milagres e exemplos que Jesus fazia, e isso fez falta nos momentos difíceis. A pessoa pode estar distante, não se comprometer com sua vida espiritual e por isso viver um “evangelho a sua maneira” até que chega os momentos difíceis da vida e ela percebe o quão fraca ela está! 

    Uma pessoa ausente, descomprometida, certamente se tornará numa pessoa incrédula! 

       Uma semana depois, Jesus apareceu outra vez e, dessa vez, Tomé estava lá. Quando viu Jesus, Tomé acreditou e o adorou (João 20:26-28). Jesus aproveitou a ocasião para explicar que aqueles que crêem sem ver serão abençoados. A Bíblia não diz o que aconteceu mais tarde com Tomé. Segundo tradição, Tomé foi missionário, fundou várias igrejas e morreu como mártir.

      Tomé tinha suas falhas mas, apesar disso, Jesus o escolheu para ser apóstolo. Não precisamos ser perfeitos para sermos escolhidos e até usados por Jesus. Mas ao longo de nossa caminhada com Jesus vamos ser desafiados a mudar, a melhorarmos. O que Tomé tinha a seu favor é que embora ele tinha atitudes pessimista, mas mesmo pessimista ele obedecia a Jesus. Ele escolheu seguir Jesus, em vez de seus próprios pensamentos pessimistas, até que um dia, ele conseguiu mudar! 

 

 

 

 

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo