A ascensão e queda de Salomão

September 15, 2019

 

           Salomão não era o filho mais velho, nem o mais experiente, nem sequer o preferido do povo, mas Deus o escolheu para ser rei no lugar de Davi que tinha sido um herói do seu povo. Antes mesmo de começar a reinar Davi já havia vencido Golias, se tornado comandante do exercito (que era a função mais importante depois da do Rei) e tinha a admiração de todo o povo, que o admirava mais do que o próprio Rei Saul. 

Sabendo disso Salomão não sabia o que fazer para se tornar um rei a altura do rei que havia sido o seu pai. Foi então que ele decidiu apelar para o Deus de seu pai sacrificando e pedindo sabedoria para aquela nova função.

 

“Agora, pois, ó SENHOR, meu Deus, tu fizeste reinar teu servo em lugar de Davi, meu pai; não passo de uma criança, não sei como conduzir-me. Teu servo está no meio do teu povo que elegeste, povo grande, tão numeroso, que se não pode contar. Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo?” 2Reis 3:7 ao 9

 

           Notamos nas palavras de Salomão uma humildade, uma total dependência de Deus, um reconhecimento que sem Ele, Salomão se considerava completamente incapaz de assumir aquele desafio. 

 

           A partir dali todos sabemos o que aconteceu: Exatamente o que acontece com todos os que se humilham a Deus e mostram a sua fé e dependência a Ele! Deus deu a ele a sabedoria e a riqueza que ninguém havia tido em toda o universo! Sua sabedoria e riqueza era tão grande que a fama percorria a terra (numa época que não existia internet) e sábios e reis de todo o mundo viajavam meses para ir e ver com seus próprios olhos o que só de ouvir era inacreditável

 

“Vendo, pois, a rainha de Sabá a sabedoria de Salomão, e a casa que edificara, e a comida da sua mesa, o lugar dos seus oficiais, o serviço dos seus criados, e os trajes deles, seus copeiros, e os seus trajes, e o holocausto que oferecia na Casa do SENHOR, ficou como fora de si e disse ao rei: Foi verdade a palavra que a teu respeito ouvi na minha terra e a respeito da tua sabedoria. Eu, contudo, não cria no que se falava, até que vim e vi com os próprios olhos. Eis que não me contaram a metade da grandeza da tua sabedoria; sobrepujas a fama que ouvi.” 2 Cronicas 9:3 ao 6

 

         Normalmente costumamos dizer que o diabo ataca os nossos pontos mais fracos. Mas a fraqueza não é nossa única vulnerabilidade, ele também pode atacar-nos nos pontos em que nos consideramos fortes, nas áreas em que nos orgulhamos de nossa força. Se não vigiarmos, o diabo pode provocar nossa derrota espiritual explorando nossos pontos fortes tanto quanto nossos pontos fracos. E foi exatamente o que ele fez com Salomão. A cada elogia que ele recebia, a cada presente que os reis lhe oferecia, pouco a pouco o coração humilde e dependente a Deus que vimos no inicio foi logo mudando para um coração cada vez mais independente e auto-suficiente!

 

“Ora, além da filha de Faraó, amou Salomão muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e heteias, mulheres das nações de que havia o SENHOR dito aos filhos de Israel: Não caseis com elas, nem casem elas convosco, pois vos perverteriam o coração, para seguirdes os seus deuses. A estas se apegou Salomão pelo amor. Tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era de todo fiel para com o SENHOR, seu Deus, como fora o de Davi, seu pai. Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e a Milcom, abominação dos amonitas. Assim, fez Salomão o que era mau perante o SENHOR e não perseverou em seguir ao SENHOR, como Davi, seu pai.” 1Reis 11:1 ao 6

 

          Essa historia triste de Salomão tem se repetido muitas vezes nos nossos dias! Vemos muitas pessoas que chegam na igreja no fundo do poço, demostram um coração humilde e uma fé totalmente dependente de Deus até que suas vidas sejam transformadas e com o passar dos anos e os problemas resolvidos, desprezam a Deus da mesma forma que fez Salomão! 

 

          Veja nas palavras próprias palavras de Salomão o vazio que ficou mesmo depois de todas as suas conquistas e riqueza: “Tudo quanto desejaram os meus olhos não lhes neguei, nem privei o coração de alegria alguma, pois eu me alegrava com todas as minhas fadigas, e isso era a recompensa de todas elas…Pelo que aborreci a vida, pois me foi penosa a obra que se faz debaixo do sol; sim, tudo é vaidade e correr atrás do vento.” Eclesiastes 2:10 ao 17  Essas foram as palavras de alguém que teve tudo o que os seus olhos desejou, mas veja como ele se expressa… a dor que ele mostra nessas palavras. 

 

           A bíblia não menciona se ele se arrependeu ou não antes da sua morte, mas fica para nós o exemplo de como uma pessoa foi tão sábia e rica, mas não foi sábio o suficiente para guardar a sua fé e proteger a sua maior riqueza: a salvação eterna! 

 

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo