Conserve a sua fé!

October 27, 2019

 

Assim que Davi assumiu o reino de Israel, não havia ainda um comandante do exercito, ele mesmo era o rei e comandante do exercito, até o dia em que diante de uma grande batalha Davi tomou a decisão de que estava na hora do seu exercito ter um novo comandante. “Partiu Davi e todo o Israel para Jerusalém, que é Jebus, porque ali estavam os jebuseus que habitavam naquela terra. Disseram os moradores de Jebus a Davi: Tu não entrarás aqui. Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a Cidade de Davi. Porque disse Davi: Qualquer que primeiro ferir os jebuseus será chefe e comandante. Então, Joabe, filho de Zeruia, subiu primeiro e foi feito chefe. Assim, habitou Davi na fortaleza, pelo que se chamou a Cidade de Davi.” 1 Crônicas 11:4-6

            Os moradores daquela terra (os Jebuseus) eram fortes e conquistar aquela cidade era humanamente falando impossível, e a determinação dos Jebuseus era tão grande que disseram para Davi: Tu não entrarás aqui! Mas Davi estava mais determinado ainda! Foi daí que ele disse para os seus soldados: Qualquer que primeiro ferir os jebuseus será chefe e comandante! Foi nesse momento que Joabe que até aquele momento era apenas mais soldado no meio dos demais se prontificou a ir e tomar a cidade que humanamente falando era impossível de conquistar! Um homem de fé, de fibra! Que a partir dali se tornou não apenas o comandante do exército, como também o seu braço direito! E foi comandante do exército de Israel todos os anos do reinado de Davi! 

            A partir dali ele passou a ter uma vida muito próxima do ungido de Deus, ele passou a conhecer o Rei, o salmista, o homem segundo o coração de Deus na sua intimidade! Imagine quantas guerras eles travaram juntas, quantas alegrias, quantas tristezas enfrentaram juntos! Havia uma admiração, Joabe admirava o temor, a comunhão, a fé que o Rei tinha em Deus! 

            Passados alguns anos, houve um outro momento de guerra em que Davi decidiu que não ia para a guerra, e mandou que Joabe fosse como comandante e ele ficaria descansando no palácio! (E esse é o perigo quando se dá um “tempo” para a fé, quando dá um “descanso” para a fé) Enquanto Joabe estava no campo de batalha com os soldados, o rei estava passeando pelo palácio e foi quando ele do seu palácio avistou uma mulher que se banhava, e que encantado com a beleza daquela mulher determinou que ela fosse trazida ao palácio e isso mesmo sabendo que ela era casada com um dos seus soldados ainda assim a possuiu. Passado algum tempo a mulher procura o rei e diz: Estou gravida! Aquilo colocou o rei numa saia justa pois como eles iriam explicar a gravidez de uma mulher cujo marido estava na guerra? 

Enquanto Joabe e os soldados estavam na batalha, (que durava meses e as vezes até anos) eles não faziam ideia do que se passava no palácio. Então Davi mandou uma carta pedindo que Urias (o marido da mulher) voltasse para casa pensando que ao voltar para casa ele se deitaria com a esposa e tudo ficaria explicado! 

            Imagine você sendo Joabe fiel e braço direito do rei, admirador do rei desde muito tempo, lá no campo de batalha e recebe uma carta do rei no campo de batalha dizendo: Dispensa o soldado Urias e manda para casa! Com certeza ele disse: Sim senhor! Eu não sei o motivo, mas o rei sabe o que está fazendo! E Urias também sem saber de nada e até contrariado voltou para Jerusalém e se apresentou ao rei. 

            O rei disse que queria que ele descansasse, em outras palavras “Você foi premiado!” Vai ficar com a sua esposa!  Mas para surpresa do rei ele não quis ir para a casa enquanto seus companheiros estavam na guerra! O Rei desesperado disse: Traz vinho! E encheu ele de vinho! E pensou agora com a cabeça cheia de vinho ele vai para a casa! Mas mesmo assim Urias se deitou na porta do palácio e não quis ir para casa!  Foi então que Davi escreveu uma carta selada que enviou pelo próprio soldado para que fosse entregue para Joabe no campo de batalha que não fazia a menor ideia do que estava acontecendo em Jerusalém! 

“E sucedeu que pela manhã Davi escreveu uma carta a Joabe; e mandou-lha por mão de Urias. Escreveu na carta, dizendo: Ponde a Urias na frente da maior força da peleja; e retirai-vos de detrás dele, para que seja ferido e morra.” 2 Samuel 11:14

            Agora vamos mais uma vez nos colocar no lugar de Joabe: 

1º Vem uma carta para você sem nem explicar o porque e para quê dispensar um soldado importante no meio do calor de uma batalha para voltar para casa. Você obedece! É o seu rei, você considera o ungido de Deus!

2º Depois vem o mesmo soldado de volta para a batalha que ele tinha sido dispensado com uma carta na mão dizendo: Pega esse soldado e coloca ele na frente da maior batalha que tiver e na hora que a coisa estiver apertada você deixa ele sozinho para que morra! 

            O que você faria se tivesse no lugar de Joabe? Desobedecer você não poderia porque quem mandou foi o Rei, e ele é autoridade máxima! Que era algo que não fazia o menor sentido ele sabia!  Aquilo com certeza ficou incomodando ele durante todo o resto da batalha, e quando a batalha terminou e ele volta com os soldados para Jerusalém, já tem um tal de casamento marcado! De quem? Do rei com a mulher de Urias! Daí ele ligou os pontos! 

            E agora para chegar diante do Rei e olhar como antes e dizer: Eu estou diante do Ungido do Senhor! E agora? Como processar tudo isso e olhar para Davi com bons olhos? Como chegar diante do rei e dizer: Sim senhor Rei? 

            Quando você convive com um ser humano, você começa a ver a sua humanidade, seus erros, suas falhas. E Joabe ao ver tudo o que viu foi perdendo a pureza dos seus olhos. E Jesus disse: “Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas...”

            Mas como se não bastasse aconteceu ainda outro episódio:

“Então, Satanás se levantou contra Israel e incitou a Davi a levantar o censo de Israel. Disse Davi a Joabe e aos chefes do povo: Ide, levantai o censo de Israel, desde Berseba até Dã; e trazei-me a apuração para que eu saiba o seu número.” 2 Samuel 24:1 Joabe sabia que aquilo não era agradável a Deus porque Deus não queria que Davi se apoiasse no número de soldados que tinha e sim no Seu Poder. Joabe percebeu que aquela ideia do Rei não era a ideia de alguém que estava bem com Deus. “Então disse Joabe ao rei: Ora, multiplique o Senhor teu Deus a este povo cem vezes tanto quanto agora é, e os olhos do rei meu senhor o vejam; mas, por que deseja o rei meu senhor este negócio? É como se ele dissesse: Porque o senhor vai fazer isso? Pensa bem! Me ouve! “Porém a palavra do rei prevaleceu contra Joabe, e contra os capitães do exército; Joabe, pois, saiu com os capitães do exército da presença do rei, para numerar o povo de Israel.”  2 Samuel 24:2-4

            Depois desse erro, surgiu uma praga no meio do exército que matou mais de 70 mil homens! 

            Vamos mais uma vez nos colocar no lugar de Joabe! Aquele jovem que começou com tanta admiração, garra, fidelidade ao rei, que dava a vida pelo rei! E agora vê o rei tomar mais uma decisão na carne e por causa disso mais outras pessoas morreram porque o rei não deu ouvidos a ele!  Então ele teve tudo para perder a luz dos olhos e começar a ver Davi com outros olhos. Alguém pode dizer:  - Mas queria o quê?? - Você acha que ele devia concordar com os erros e burradas de Davi? - Não acredito que Deus esperasse isso de Joabe, porque o próprio Deus reprovou as atitudes de Davi. E não apenas reprovou, mas disciplinou Davi por esses erros fazendo ele colher tudo o que plantou! Existem salmos em que Davi demonstrou a sua angústia e aflição enquanto pedia a Deus que não tirasse a presença Dele em sua vida!  Deus não esperava que Joabe apoiasse ou concordasse com os erros de Davi, mas Deus queria que Joabe permanecesse com o coração limpo.

            Todos nós na nossa caminhada da fé começamos como Joabe: com uma inocência de uma criança e tudo a gente tem bons olhos, mas no meio do caminho a gente se depara com maus exemplos, maus testemunhos, você ouve falar que um caiu, e você diz: Mas o fulano?? Daí muita gente, os olhos que eram bons se tornam sujos, a lâmpada apaga. E da mesma forma Deus não espera que você concorde ou apoie o erro de ninguém, mas que você mantenha seus olhos puros e seu coração limpo! Se o fulano caiu, o fulano se desviou, é porque ele não guardou o coração dele e você se desviar por isso e se escandalizar por causa do que o fulano falou ou fez, significa que você também não está guardando o seu. A salvação é algo individual. Eu não posso justificar a minha fraqueza pela fraqueza dos outros! 

            O que aconteceu: Davi casou com Bate-Seba, gemeu, pagou, e tempos depois dele teve um segundo filho com Bate-Seba: Salomão. Salomão cresceu entre os demais irmãos e Deus disse a Davi que Salomão reinaria em seu lugar.  Com certeza Davi falou para Joabe que Salomão reinaria em seu lugar, mas imagine como Joabe olhava para Salomão, porque Joabe sabia de toda a historia! Você acha que Joabe aceitava que Salomão fosse rei. Ainda que Davi tivesse dito que Deus determinou que fosse Salomão, dentro de Joabe já estava tudo escuro! Ele ouvia e dizia dentro de si: Falou coisa nenhuma! 

            Quando Salomão estava para assumir o reino, Joabe já estava de conchavo com Adonias para impedir e fazer que Adonias reinasse no lugar dele contrariando a determinação de Deus. Humanamente falando ele até estava com a razão, mas quem é o ser humano para questionar os desígnios de Deus? 

            “E chegou a notícia (Qual notícia? A notícia que Salomão havia sido coroado e que iria contra aqueles que se puseram contra ele assumir) até Joabe (porque Joabe tinha se desviado seguindo a Adonias, ainda que não tinha se desviado seguindo a Absalão), e Joabe fugiu para o tabernáculo do Senhor, e apegou-se às pontas do altar.  E disseram ao rei Salomão que Joabe tinha fugido para o tabernáculo do Senhor; e eis que está junto ao altar; então Salomão enviou Benaia, filho de Joiada, dizendo: Vai, arremete sobre ele. E subiu Benaia, filho de Joiada, e arremeteu contra ele, e o matou; e foi sepultado em sua casa, no deserto.”  1 Reis 2:28 ao 34

            O Rei que foi até o fundo do poço do pecado encontrou arrependimento, clamou: “cria em mim um coração puro renova em mim um espirito inabalável” conseguiu se reestabelecer na presença de Deus (porque Deus sempre será o maior interessado na pessoa se perdoada e salva), mas Joabe morreu com o coração sujo e sepultado no deserto! Que fim trágico para quem começou na fé, tudo porque não manteve o seu coração limpo e seus olhos iluminados.

            

            Davi morreu com Deus, Joabe morreu desviado! Se queremos a nossa salvação olhemos firmemente ao autor e consumador da nossa fé! 

 

“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé.” Romanos 12:1 e 2

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo